trabalho

Vindimas…

É isso mesmo…Ontém foi dia de vindimas em casa do meu namorado e eu como não podia deixar de ser fui dar uma mãozinha 🙂 Para primeira vez não me saí nada mal! Acho eu….lol

E como estive todo o dia ocupada não me foi possível vir postar…Peço imensa desculpa, mas o dever chamava-me 😉

Mais uma…

Para não variar mais uma das minhas propostas de estágio foi declinada! Chegamos ao ponto de que já nem os estágios não remunerados parecem ser do agrado da entidade empregadora, porque simplesmente não estão a aceitar estagiários profissionais… Vá se lá perceber! Ao que chegamos…

O pior de tudo é que eu contava com este estágio para finalmente conseguir prosseguir com a minha carreira!! Parece que não é desta e eu começo a desesperar!!

Maldita a hora em que se lembraram de fundar uma Ordem dos Psicólogos 😦

Balanço do Regresso…

Como não havia mesmo nada a fazer hoje lá me levantei por volta das 6 da manhã para enfrentar a monotomia que é o meu dia-a-dia no trabalho! Tudo estava igual á minha espera, tal e qual como eu deixei!

Apetecia-me sair dali a correr e nunca, mas mesmo nunca mais lá pôr os pés! Ainda agora voltei e já estou fartinha!

A boa notícia é que toda esta dor de cabeça me fez finalmente retomar o ginásio! Pois é…aqui a menina deixou a preguiça de lado e foi hoje fazer cardio! 🙂

Último dia…

É verdade…Estes 15 dias passaram num instante e amanhã já começo a trabalhar 😦

Nem consigo imaginar o que me espera. A minha chefe como é uma querida até já me ligou para me informar que aquilo está do pior e que andam em fase de despedimentos. Até me perguntou se eu tinha recebido alguma carta em casa. Vendo bem até eram um favor que me faziam! 🙂

Bem…Não me adianta estar para aqui a queixar-me! Amanhã não me resta outra hipótese senão voltar à vidinha de sempre! Espero que até ao fim do ano boas novas cheguem porque eu bem preciso de entrar no ano de 2012 com o pé direito!

Porque é que ainda tento??

Eu realmente sou uma crente! Porque é que eu acho que ainda vale a pena ir a entrevistas de emprego em shoppings quando eles me excluem á partida só pelo simples facto de ser uma pessoa instruída? A sério que não há pachorra!

E ainda me vêm com a fantástica pergunta: “Há e tal o que é que gostaria de estar a fazer daqui a alguns anos?” – Obviamente que não espero estar a trabalhar num shopping. Caso contrário para que é que andava a matar a cabeça durante cerca de 6 anos para tirar o a licenciatura e mestrado em Psicologia? DAHHH